Dilma Rousseff faz visita de Estado à Colômbia para estreitar relação comercial

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

9 de outubro de 2015

A presidenta Dilma Rousseff faz visita de Estado à Colômbia hoje (9) para ampliar as parcerias comerciais entre os países. Ela embarcou ontem (8), às 19h, e terá agenda extensa nesta sexta-feira, que começa com cerimônia de deposição de oferenda floral na Quinta de Bolívar.

De acordo com o Planalto, Dilma será recebida amanhã pelo presidente Juan Manuel Santos no Palácio de Governo, em Bogotá. A presidenta também vai visitar o Congresso Nacional e a Suprema Corte colombianos, e participará, ao lado de Santos, do encerramento de um fórum de empresários dos dois países.

O Palácio do Planalto informou que os ministros do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, e das Relações Exteriores, Mauro Vieira, vão acompanhar a presidenta na viagem.

De acordo com o subsecretário-geral da América do Sul, Central e do Caribe do Ministério das Relações Exteriores, embaixador Paulo Estivallet de Mesquita, a expectativa é que sejam anunciados acordos de compras governamentais, facilitação de comércio e investimentos durante a visita.

“Temos um Acordo de Complementação Econômica, o ACE 59, que já cobre em torno de 80% do comércio. Gostaríamos de acelerar o cronograma da desgravação [redução] tarifária desse acordo e concluir um acordo automotivo”, acrescentou o embaixador, durante entrevista no Palácio Itamaraty, na semana passada.

De acordo com o ministério, a Colômbia é o segundo país mais populoso e a terceira maior economia da América do Sul, mas ocupa apenas o sétimo lugar como parceiro comercial do Brasil no continente americano. O comércio entre os países passou de US$ 1,1 bilhão, em 2005, para US$ 4,1 bilhões no ano passado.

Segundo o Itamaraty, mais de 90% da pauta de exportações brasileiras para a Colômbia são de industrializados, sobretudo produtos químicos, automóveis, peças automotivas e semimanufaturados de ferro e aço. A Colômbia exporta principalmente carvão e petróleo para o Brasil.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati