Dilma Rousseff faz visita de Estado à Colômbia para estreitar relação comercial

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

9 de outubro de 2015

A presidenta Dilma Rousseff faz visita de Estado à Colômbia hoje (9) para ampliar as parcerias comerciais entre os países. Ela embarcou ontem (8), às 19h, e terá agenda extensa nesta sexta-feira, que começa com cerimônia de deposição de oferenda floral na Quinta de Bolívar.

De acordo com o Planalto, Dilma será recebida amanhã pelo presidente Juan Manuel Santos no Palácio de Governo, em Bogotá. A presidenta também vai visitar o Congresso Nacional e a Suprema Corte colombianos, e participará, ao lado de Santos, do encerramento de um fórum de empresários dos dois países.

O Palácio do Planalto informou que os ministros do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, e das Relações Exteriores, Mauro Vieira, vão acompanhar a presidenta na viagem.

De acordo com o subsecretário-geral da América do Sul, Central e do Caribe do Ministério das Relações Exteriores, embaixador Paulo Estivallet de Mesquita, a expectativa é que sejam anunciados acordos de compras governamentais, facilitação de comércio e investimentos durante a visita.

“Temos um Acordo de Complementação Econômica, o ACE 59, que já cobre em torno de 80% do comércio. Gostaríamos de acelerar o cronograma da desgravação [redução] tarifária desse acordo e concluir um acordo automotivo”, acrescentou o embaixador, durante entrevista no Palácio Itamaraty, na semana passada.

De acordo com o ministério, a Colômbia é o segundo país mais populoso e a terceira maior economia da América do Sul, mas ocupa apenas o sétimo lugar como parceiro comercial do Brasil no continente americano. O comércio entre os países passou de US$ 1,1 bilhão, em 2005, para US$ 4,1 bilhões no ano passado.

Segundo o Itamaraty, mais de 90% da pauta de exportações brasileiras para a Colômbia são de industrializados, sobretudo produtos químicos, automóveis, peças automotivas e semimanufaturados de ferro e aço. A Colômbia exporta principalmente carvão e petróleo para o Brasil.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati