Dezenas de mortos em atentado no Irão

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

18 de outubro de 2009

Teerã, Irã — Pelo menos 31 pessoas mortas e outras tantas feridas é o saldo provisório de um ataque suicida praticado hoje contra a Exército dos Guardiães da Revolução Islâmica, na região sudeste desse país. O grupo rebelde sunita Jundolahh (Soldados de Deus) assumiu o atentado minutos depois do ocorrido. Ainda assim, a própria Exército dos Guardiães da Revolução Islâmica acusou forças estrangeiras de terem responsabilidade no ataque, ao indicar que o atentado estaria vinculado aos Estados Unidos. A televisão estatal iraniana tambpem jogou um manto de suspeitas sobre o Reino Unido, como "inimigo do Irã".

Entre as vítimas fatais encontram-se dois militares de alto escalão da força iraniana, numerosos civis e líderes tribais. O terrorista suicida detonou a carga explosiva presa ao seu corpo durante uma reunião de chefes tribais sunitas e xiitas na cidade de Pishin, na província de Sistán-Baluchistán.

Apesar das acusações provenientes das forças iranianas, o governo dos EUA emitiu um comunicado de repúdio ao atentado e negou qualquer implicação no mesmo. Ian Kelly, Porta-voz do Departamento de Estado disse que "as informações que apontam a uma participação estadunidense são absolutamente falsas".

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati