Dez dias após furacão Pamela, sudoeste do México enfrenta furacão Rick

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

25 de outubro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram
O Rick hoje pela manhã

Pouco mais de dez dias após enfrentar o furacão Pamela, que tocou terra no estado de Sinaloa no dia 13 passado, os estados do Sudoeste do México foram, desde ontem, atingidos pelos efeitos da passagem do furacão Rick, que causou chuvas e ventania principalmente nos estados de Michoacán e Guerrero.

O fenômeno tocou solo perto do município La Unión de Isidoro Montes de Oca, no estado de Guerrero, hoje por volta das 5 horas - em horário local - classificado como um furacão de categoria 2, quando ontem à tarde tinha intensidade de um furacão de categoria 1. Segundo a meteorologista Ursula Pamela Garcia no website Meteored México ontem, não estava descartado que Rick atingisse a intensidade 2 ou 3 da escala Saffir-Simpson.

No Aviso Meterológico 0857, emitido hoje às 7 horas, o Conagua (Serviço Meteorológico Nacional) mantinha o alerta para chuvas extraordinárias (acima de 250mm) em Guerrero e Michoacán, para rajadas de vento que podem chegar a 200km/h e ondas marítimas fortes para o litoral de Colima, Guerrero e Michoacán.

“As chuvas podem provocar deslizamentos e encher rios e arroios, que podem transbordar e inundar zonas baixas”, enfatizaram os meteorologistas do Conágua no Aviso 109 ontem.

Rick é o décimo sétimo ciclone tropical da temporada de furacões de 2021 no nordeste do Pacífico, enfatizou ontem a meteorologista Ursula Garcia.

Notícias Relacionadas

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit