Desmobilizado diz que ofereceram-lhe 200 milhões para difamar Presidente Uribe

Fonte: Wikinotícias

25 de abril de 2008

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Ferney Suaza Marín, um desmobilizado paramilitar, disse que ofereceram-lhe 200 milhões de pesos mais a promessa de asilo político num país estrangeiro caso vinculasse o presidente da Colômbia Álvaro Uribe e outros políticos com paramilitares.

A denúncia de Marín foi relatada pelo presidente da Comissão de Paz, Mauricio Lizcano, que explicou que o desmobilizado primeiro teria recebido a oferta de 100 milhões e mais tarde de mais 100 milhões e a oferta de asilo no Canadá.

O desmobilizado também disse que sofreu ameaças por não ter aceitado a proposta.

Durante entrevista para imprensa, Ferney Suaza Marín não mencionou os nomes das pessoas que fizeram a oferta e disse que revelaria isso somente ao Presidente Uribe.

As autoridades colombianas estão a investigar a denúncia.

Fontes