De carne a sorvete: conheça um pouco mais sobre a versatilidade da jaca

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de fevereiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Por Brasil de Fato

É fácil conhecer pessoas assim, mesmo que nunca tenham experimentado, mas dizem que não gostam de jaca pelo seu aspecto, textura e até pelo cheiro.

Mas a jaca tem muitos motivos para aqueles que zombam dela votarem de confiança.

Em primeiro lugar, a jaca é altamente resistente a pragas, altas temperaturas e seca, portanto, muitas jacas são encontradas em diferentes regiões.

A nutricionista e terapeuta ayurvédica Raissa Faro explica que em alguns lugares as frutas são muito importantes para a segurança alimentar das pessoas.

“Ela não é indígena aqui, veio com a colonização, se originou na Ásia. Na Ásia e no leste da África, é comida de gente pobre, comida como verdura, ainda verde”, registra.

A importância da jaca também pode ser explicada pelo seu valor nutricional. Raissa Faro traz detalhes.

“Em 100 gramas de jaca, encontraremos 1,2% a 1,9% de proteína, mas encontraremos principalmente carboidratos, variando de 16% a 25% de carboidratos. Existem muito poucos lipídios, ou seja, gordura Raramente podemos encontrar muito cálcio, magnésio, fósforo, potássio e algumas vitaminas, como vitamina A, vitamina B1, B2, vitamina C e zinco”, explicou detalhadamente.

Mas os argumentos e benefícios da jaca não param por aí. A fruta abre possibilidades para remodelar a nossa dieta. Por exemplo, Raissa explicou que se pode fazer carne de jaca.

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit