Crânio de Florisbad de 260.000 anos é chave para entendimento da origem de nossa espécie, diz estudo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Um fóssil de 260.000 anos, conhecido como o crânio de Florisbad, seria capaz esclarecer a origem de Homo sapiens, disseram arqueólogos.

O crânio de Florisbad foi achado em 1932 na África do Sul, datado da Idade de Pedra. porém, os arqueólogos não eram capazes de afirmar definitivamente a quem pertencia o crânio, segundo com o tabloide Express.

Duas possibilidades principais sugerem que o crânio pertencia a um membro de subespécie humana Homo heidelbergensis.

Homo heidelbergensis tiveram cérebros quase tão grande como os dos humanos modernos e atingiram alturas médias parecidas às dos humanos pré-industriais

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com