Covid-19: no Brasil, Anvisa concede registro definitivo da vacina da Pfizer-BioNTech

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

23 de fevereiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A Anvisa anunciou hoje pela manhã que havia concedido o registro definitivo para a vacina covid-19 da Pfizer-BioNTech, chamada comercialmente de Comirnaty.

O pedido havia sido feito pela empresa à Agência no dia 06 passado.

"Como diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, informo com grande satisfação que, após um período de análise de dezessete dias, a Gerência Geral de Medicamentos, da Segunda Diretoria, concedeu o primeiro registro de vacina contra a Covid-19, para uso amplo, nas Américas. O imunizante do Laboratório Pfizer/BioNTech teve sua segurança, qualidade e eficácia aferidas e atestadas pela equipe técnica de servidores da Anvisa que prossegue no seu trabalho de proteger a saúde do cidadão brasileiro. Esperamos que outras vacinas estejam em breve sendo avaliadas e aprovadas. Esse é o nosso compromisso", opinou o diretor-presidente a Agência, Antonio Barra Torres, através de um informe.

A vacina, que tem uma eficácia de cerca de 90%, foi a primeira a ser liberada para uso emergencial, no Reino Unido, e necessita da aplicação de duas doses para completar a imunização. Ela também já foi liberada pelo OMS para fazer parte do programa Covax Facility.

Parte dos testes clínicos de fase III aconteceu no Brasil (veja aqui), no entanto, o Governo brasileiro ainda está em tratativas com a empresa para a aquisição do imunizante.

A Anvisa realizou uma coletiva de imprensa no final da tarde para dar mais detalhes sobre o registro - assista aqui.

Notícias Relacionadas[editar]

Fontes[editar]

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com