Covid-19: São Paulo anuncia medidas de restrições para conter segunda onda do coronavírus

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

23 de janeiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

João Doria, o governador de São Paulo, anunciou ontem novas restrições para conter a pandemia de COVID-19 no estado. A partir de segunda-feira (25), as regiões de Barretos, Bauru, Franca, Marília, Presidente Prudente, Sorocaba e Taubaté estarão na fase vermelha do Plano São Paulo, com fechamento de comércios e serviços não essenciais.

Nesta fase, é permitido apenas o funcionamento normal em setores essenciais como farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias e hotelaria. Outros comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e entregas por telefone ou aplicativos.

As demais regiões, incluindo a Grande São Paulo, ficarão na etapa laranja, mas com restrições da vermelha em dias úteis, após as 20h, e integralmente aos finais de semana.

“Uma segunda onda de coronavírus atingiu o mundo e seus efeitos também atingiram o Brasil e o estado de São Paulo. O aumento no número de casos, internações e óbitos é extremamente preocupante”, enfatizou Doria.

As medidas foram recomendadas por cientistas e médicos do Centro de Contingência do coronavírus.

Estado mais atingido no Brasil

O estado de São Paulo é o mais atingido pela pandemia em todo Brasil, tendo hoje 51.423 óbitos e 1.694.355 casos confirmados do novo coronavírus.

Conheça os protocolos adotados

Todos os protocolos sanitários e de segurança para os setores econômicos estão disponíveis no site Plano São Paulo.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com