Covid-19: OMS anuncia que é “extremamente improvável" que vírus tenha se originado em laboratório chinês

Fonte: Wikinotícias

9 de fevereiro de 2021

link=mailto:?subject=Covid-19:%20OMS%20anuncia%20que%20é%20“extremamente%20improvável"%20que%20vírus%20tenha%20se%20originado%20em%20laboratório%20chinês%20–%20Wikinotícias&body=Covid-19:%20OMS%20anuncia%20que%20é%20“extremamente%20improvável"%20que%20vírus%20tenha%20se%20originado%20em%20laboratório%20chinês:%0Ahttps://pt.wikinews.org/wiki/Covid-19:_OMS_anuncia_que_%C3%A9_%E2%80%9Cextremamente_improv%C3%A1vel%22_que_v%C3%ADrus_tenha_se_originado_em_laborat%C3%B3rio_chin%C3%AAs%0A%0ADe%20Wikinotícias Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
link=mailto:?subject=Covid-19:%20OMS%20anuncia%20que%20é%20“extremamente%20improvável"%20que%20vírus%20tenha%20se%20originado%20em%20laboratório%20chinês%20–%20Wikinotícias&body=Covid-19:%20OMS%20anuncia%20que%20é%20“extremamente%20improvável"%20que%20vírus%20tenha%20se%20originado%20em%20laboratório%20chinês:%0Ahttps://pt.wikinews.org/wiki/Covid-19:_OMS_anuncia_que_%C3%A9_%E2%80%9Cextremamente_improv%C3%A1vel%22_que_v%C3%ADrus_tenha_se_originado_em_laborat%C3%B3rio_chin%C3%AAs%0A%0ADe%20Wikinotícias Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A equipe de especialistas internacionais enviada pela OMS para a China para investigar a origem do Sars-Cov-2, causador da covid-19, terminou seu trabalho hoje, terça-feira.

Após a conclusão dos trabalhos, Peter Ben Embarek, chefe da missão, afirmou que a hipótese de que o vírus tenha vindo de um laboratório de Wuhan, cidade que registrou os primeiros casos conhecidos no final de 2019, é "extremamente improvável”.

Ele também disse que o vírus deverá continuar a ser investigado, "mas que todo o trabalho que foi feito tentando identificar a origem do vírus continua apontando para uma fonte natural".

Durante a visita de 12 dias, a missão visitou o Instituto de Virologia de Wuhan e o mercado de Huanan, que vende carnes e até animais selvagens vivos e que esteve relacionado com alguns dos primeiros casos em humanos. Embarek disse que morcegos e pangolins são uma possibilidade de serem os hospedeiros, mas é improvável que a passagem para humanos tenha acontecido em Wuhan.

Segundo o especialista, “o caminho do vírus desde o animal, qualquer que seja a espécie, até ao mercado de Huanan pode ter sido muito longo, complicado e envolvendo movimentos através de fronteiras”.

Notícias Relacionadas

Fontes