Covid-19: Estados Unidos chegam a 700 mil mortes

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

4 de outubro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Em dados oficiais, reportados pelo CDC (Centers for Disease Control and Prevention), os Estados Unidos chegaram hoje a 700 176 mortes por covid-19. “Já são mais casos do que o da Grande Gripe de 1918”, enfatizou o médico Jonathan Samet, da Escola de Saúde Pública do Colorado (Colorado School of Public Health).

Alguns veículos de imprensa já haviam reportado na sexta-feira passada que o país havia chegado a este número, mas os dados eram da Universidade Johns Hopkins. Neste dia, o CDC reportava 694.701 óbitos.

O país havia chegado a 600 mil mortes no dia 23 de junho passado e, atualmente, segundo Samet, o problema está principalmente nos estados do Sul do país. Segundo ele, "as mortes desde meados de junho ocorrem principalmente nos estados do Sul, que são resistentes a máscaras e hesitam em vacinar. A associação entre a taxa de vacinação e mortalidade é clara; em todos os estados, a taxa de mortalidade cai acentuadamente e inversamente com a taxa de vacinação. Flórida, Mississippi e Alabama tiveram as taxas de mortalidade mais altas nesse intervalo, enquanto Vermont, Maine e New Hampshire tiveram as mais baixas".

Já o total de casos, segundo o CDC, chegou hoje a 43.605.623.

Subnotificações

Segundo o Instituto de Métricas e Avaliação de Saúde (IHME) da Escola de Medicina da Universidade de Washington no início de maio passado, as mortes no país - e em vários outros - estão subnotificadas. À época, a instituição apontava que a cifra de óbitos era mais de 30% maior do que a oficialmente reportada.

Samet também opinou que o total de casos está "certamente subestimado".

Notícias Relacionadas

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit