Covid-19: Argentina isola viajantes contaminados com variante Delta

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

9 de julho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O Ministério da Saúde da Argentina informou ontem que o Instituto ANLIS Malbrán confirmou o isolamento de dois novos casos da variante Delta em viajantes de Barcelona, Espanha, e da cidade de Miami, Estados Unidos. Desta forma, o laboratório nacional de referência identificou um total de sete casos de covid-19 da variante Delta em viajantes desde abril e tem quatro amostras positivas do Hospital Gutiérrez sob investigação.

O primeiro caso confirmado é o de um viajante de 38 anos, residente na Cidade de Buenos Aires, que entrou no país em 28 de junho de 2021, vindo de Barcelona com teste PCR negativo antes do voo e na chegada ao país. Testou positivo no teste de antígeno que é feito como controle de entrada. Atualmente, o passageiro - referindo ter ficado 25 dias na Espanha - está fazendo seu isolamento num hotel em Ezeiza.

O passageiro viajou com outra pessoa de 39 anos, também residente em Buenos Aires, que apresentou resultado negativo no teste de antígeno realizado em Ezeiza no dia 28 de junho, mas iniciou com febre no dia 1º de julho, com teste diagnóstico positivo. Essa pessoa mora sozinha, não tem contatos próximos e está cumprindo o isolamento.

De acordo com a investigação epidemiológica realizada pelas autoridades sanitárias nos passageiros que partilharam o voo, foram detectados 5 contatos próximos (dois com domicílio na capital, dois na província de Buenos Aires e um na província de Santa Fé), sendo que 3 tiveram PCR negativo no sétimo dia. As jurisdições estão conduzindo as ações necessárias.

Quanto ao segundo caso confirmado, trata-se de um viajante de 30 anos, também residente na capital, que chegou de Miami no dia 23 de junho. Ele teve um teste de PCR pré-voo negativo e um teste de antígeno, realizado na chegada ao país, também negativo. No dia 29 de junho foi realizado o teste de PCR de monitoramento, que deu positivo.

Nesse caso, o paciente - que mora sozinho em sua casa onde fez o isolamento - relatou ter sido vacinado no dia 12 de junho com a vacina da Janssen. Os sintomas - dor de garganta e tosse - iniciaram no dia 25 de junho, mas foram atribuídos à mudança climática e só quando o teste de PCR foi realizado, no sétimo dia de isolamento, a contaminação foi confirmada. Atualmente, o paciente permanece isolado e não referiu ter contatos próximos.

Também foi realizada investigação dos passageiros que dividiram o voo com o paciente e detectados 13 contatos próximos - 5 da Cidade de Buenos Aires e 8 da província de Buenos Aires- dos quais 4 apresentaram teste negativo no sétimo dia. As jurisdições estão conduzindo o acompanhamento necessário.

Finalmente, em relação aos quatro casos da variante Delta detectados em viajantes que realizaram testes de controle de PCR no sétimo dia no laboratório do Hospital Gutiérrez, as amostras sendo analisadas pelo laboratório nacional de referência para confirmação, tendo sido iniciadas as investigações correspondentes.

Notícia Relacionada

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit