Coreano é declarado culpado no caso Petróleo por Alimentos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

15 de julho de 2006

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O homem de negócios sul-coreano Tongsun Park, 70 anos, preso em 2005 e acusado de envolvimento no escândalo Petróleo por Alimentos, foi declarado culpado na última quinta-feira (13).

Park enfrenta acusações que podem levá-lo a cumprir até 12 anos na prisão. Ele é acusado pela Promotoria de Nova Iorque de ter trabalhado como um agente do governo iraquiano sob o regime de Saddam Hussein, antes e depois da criação do programa das Nações Unidas Petróleo por Alimentos, na década de 1990.

O programa Petróleo-por-alimentos (ou Petróleo-por-comida) foi um programa de ajuda humanitária ao Iraque que funcionou entre 1996 e 2003 e permitia que o governo de Saddam Hussein vendesse petróleo em troca de provisões de caráter humanitário para os iraquianos. Há provas de que o programa foi usado por Saddam para ganhar bilhões de dólares de forma irregular. Supostamente Saddam subornou jornalistas, políticos, autoridades de governos estrangeiros e das Nações Unidas para trabalhar a favor de seu governo e defender o fim das sanções ao Iraque.

Segundo informações fornecidas pela CIA, o regime de Saddam Hussein obteve quase 2 bilhões de dólares por intermédio do programa da ONU, fora 8 bilhões obtidos por meio de transações externas. Saddam teria subornado diversas pessoas de várias partes do mundo.

Ver também

Fontes