Copa do Catar: Espanha e Portugal, duas das favoritas, entram em campo hoje e poderão se enfrentar no próximo jogo

Fonte: Wikinotícias

6 de dezembro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Copa do Mundo de 2022
Copa do Mundo de 2022
Copa do Mundo FIFA de 2022
Últimas notícias:

Espanha e Portugal entram em campo esta tarde para fazer o último jogo das oitavas de final da Copa do Catar, enfrentando, respectivamente, o Marrocos e a Suíça. Se vencerem, as duas seleções, que estão entre as grandes favoritas a levar o troféu, se enfrentarão no próximo jogo, nas quartas de final, quando uma delas se despedirá da disputa.

Em campo hoje, as duas equipes esperam que seus melhores jogadores brilhem. No time português, a estrela é Cristiano Ronaldo, que até agora só fez um gol, mas o time também conta com Bruno Fernandes, que já converteu dois. Já a Espanha conta com Álvaro Morata, que fez três, e Ferrán Torres, que fez dois.

No entanto, as partidas podem não ser fáceis para as favoritas. O Marrocos se classificou em 1º em seu grupo, sem perder nenhum, enquanto a já campeã mundial em 2010, Espanha, acabou em 2º no seu, tendo perdido, inesperadamente para o Japão em seu último jogo da fase de grupos. Já Portugal também perdeu um, como a Suíça.

Os grandes favoritos

O Brasil continua sendo o grande favorito a levar a taça, sendo o único que aparece com unanimidade em 1º lugar na lista da OPTA, um modelo de uma empresa britânica de análise de dados de esporte com base em inteligência artificial, e na da Universidad de Buenos Aires (UBA), que elaborou uma tabela usando a Matemática.

Antes da copa começar, um levantamento feito pela Wikinotícias no dia 11 de novembro nos portais Legal Sports Report e VbetNews também mostrava a Seleção Canarinho em primeiro.

Posição OPTA UBA
1 Brasil Brasil
2 Argentina Inglaterra
3 França Argentina
4 Inglaterra França
5 Países Baixos Espanha
6 Espanha Países Baixos
7 Portugal Portugal

Referências

Notícias Relacionadas

Fontes