Continuam as buscas pelo submarino que faria expedição aos restos do Titanic

Fonte: Wikinotícias

20 de junho de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Local onde o Titan desapareceu

Navios e aviões americanos e canadenses estão envolvidos na busca pelo submarino que desapareceu durante visita aos destroços do Titanic, disse o contra-almirante da Guarda Costeira dos EUA, John Malger, em entrevista coletiva.

“É uma área remota e é desafiador realizar uma busca nessa área remota”, disse o contra-almirante. "Estamos mobilizando todos os recursos disponíveis para garantir que possamos localizar o navio e resgatar as pessoas a bordo."

A Guarda Costeira disse que havia um piloto e quatro passageiros a bordo e que a embarcação tinha a capacidade de submergir por 96 horas, mas não ficou claro se ainda estava debaixo d'água ou se havia emergido e não conseguia se comunicar.

A operação de busca e resgate EUA-Canadá inclui buscas aéreas e de superfície, de acordo com declarações da Guarda Costeira dos EUA e do Ministério da Defesa do Canadá.

Mauger disse que navios e aviões americanos e canadenses estão na área a cerca de 1.450 quilômetros a leste de Cape Cod, e alguns lançaram bóias de sonar que podem monitorar até 3.962 metros de profundidade.

A Guarda Costeira informou que um navio de superfície, o Polar Prince, perdeu contato com o submersível cerca de uma hora e 45 minutos depois de começar a mergulhar em direção ao local dos destroços na manhã de domingo.

O bilionário britânico Hamish Harding está entre os passageiros, de acordo com um post de mídia social de um parente.

O enteado de Harding escreveu no Facebook que Harding havia "desaparecido no submarino" e pediu "pensamentos e orações". Posteriormente, o enteado deletou a postagem, alegando respeito à privacidade da família.

Harding havia postado no Facebook um dia antes que estaria a bordo do submarino. Não houve postagens dele desde então.

A expedição partiu para o mar na sexta-feira, com o primeiro mergulho marcado para a manhã de domingo, segundo a postagem de Harding. As expedições custam US$ 250.000 por pessoa.

Para visitar os destroços, os passageiros embarcam no Titan, o submarino para cinco pessoas, que leva duas horas para descer aproximadamente 12.500 pés (3.800 m) até o Titanic.

Notícias Relacionadas

Fontes