Conselho de Segurança da ONU pede o fim da violência na Colômbia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de outubro de 2020

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) pediu nesta segunda-feira o fim da violência na Colômbia, especificamente para aqueles que aproveitaram o cessar-fogo no conflito armado que abalou o país por várias décadas.

Membros do Conselho de Segurança, observa a declaração, estão esperançosos de que o apelo do Secretário-Geral por um cessar-fogo global imediato devido à pandemia de COVID-19 “levará aos esforços de todos na Colômbia para acabar com violência, facilitar a resposta à pandemia e fortalecer ainda mais a paz”.

Um relatório recente da Missão de Verificação da ONU indica que durante 2020, 50 ex-combatentes das FARC-EP foram assassinados no país, elevando o número para 224 desde que o Acordo de Paz foi assinado em 2016.

“Os recentes massacres em vários departamentos serviram como uma dolorosa lembrança de como civis inocentes, incluindo jovens, estão sendo vítimas das ações desses grupos”, disse Carlos Ruiz Massieu, Representante Especial do Secretário-Geral.

Nesta segunda-feira, o Conselho de Segurança insistiu em sua “profunda preocupação com as persistentes ameaças, ataques e homicídios contra líderes comunitários e sociais, incluindo mulheres líderes e de comunidades indígenas e afro-colombianas, bem como contra ex-membros das FARC-EP que deixaram suas armas sob o processo de paz”.

Eles também "condenaram veementemente os múltiplos assassinatos, incluindo de crianças e jovens, testemunhados nos últimos meses".

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com