Colômbia: Detido ex-vice-ministro acusado de ter sido subornado pela Odebrecht

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

13 de janeiro de 2017

A procuradoria da Colômbia prendeu um ex-vice-ministro do governo do ex-presidente Álvaro Uribe suspeito de ter recebido 6,5 milhões de dólares em suborno da Odebrecht [ODBES.UL] num caso envolvendo um contrato de autoestrada assinado em 2009.

A Reuters reporta que Gabriel Garcia Morales, que era director de um instituto que coordenava concessões de estradas e que foi vice-ministro de Transportes de Uribe, é a primeira pessoa presa na Colômbia em conexão com o escândalo de suborno da Odebrecht.

"A Procuradoria tem evidência de que o sr. Garcia exigiu o pagamento de 6,5 milhões de dólares para garantir que a Odebrecht seria a empresa escolhida para a Ruta del Sol Dos, excluindo outros competidores", disse o procurador Nestor Humberto Martínez.

Martinez explicou que uma investigação irá procurar estabelecer quem mais estaria envolvido, e afirmou que o suborno no valor de 4,5 milhões de dólares foi pago pela empresa brasileira durante a actual administração do presidente Juan Manuel Santos.

A Odebrecht, maior companhia de engenharia da América Latina, declarou-se culpada, em dezembro, num tribunal federal norte-americano por suborno.

Entre 2001 e 2016, a Odebrecht pagou centenas de milhões de dólares em suborno relacionadas a projectos em 12 países, incluindo Brasil, Angola, Argentina, Colômbia, México, Moçambique e Venezuela, de acordo com documentos da acusação nos EUA.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati