Ciclone Shaheen atinge Omã; há mortos e desaparecidos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

3 de outubro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram
O ciclone hoje

O ciclone Shaheen, de categoria 1, atingiu hoje a costa Nordeste do Sultanato de Omã, com ventos de cerca de 140km/h e chuvas fortes. Segundo o último boletim do Centro Marinho do Golfo do Departamento de Meteorologia do Catar (Gulf Marine Center in Qatar Department of Meteorology), nos estados de Mascate e Batina Sul houve chuvas com acumulados de 100mm, enquanto nos estados de Batina Norte, Daira, Buraimi e Al Dakhiliyah as chuvas podem superar 200mm.

Os estados do Moçandão, Sharqiyah Norte e Sul, Musanah e Saham também serão afetados, mas com chuvas e ventos menos intensos.

Devido à passagem do fenômeno, ontem o governo anunciou que as atividades não-essenciais seriam interrompidas por dois dias em todo país - com exceção das províncias sulinas Al Wusta e Dofar - incluindo o não funcionamento do Aeroporto Internacional de Mascate.

O Shaheen se formou na sexta-feira passada a partir dos remanescentes do ciclone Gulab, que haviam entrado no Mar Arábico no dia 29. Devido a sua reorganização, o ciclone ganhou um novo nome, que foi dado pelo Departamento de Meteorologia do Catar.

Morte

Na província de Mascate uma criança morreu afogada e outras duas pessoas morreram após o Shaheen causar o desmoronamento de um complexo habitacional na cidade de Rusayl. Também há duas pessoas desaparecidas.

Num comunicado emitido esta tarde - em horário local - o xeique Mohammed bin Humaid Al Ghabshi, governador de Al-Amerat, exortou a todos a ficarem em casa. "Sua Excelência exortou a todos a não abandonarem as suas casas a não ser nos casos necessários, e a não se arriscarem a atravessar vales e a dar ouvidos às instruções de segurança em circunstâncias excepcionais", diz o documento.

Notícias Relacionadas

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit