Ciclone Ianos atingirá Grécia nas próximas horas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

17 de setembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram
Ianos hoje à tarde

O Peloponeso e as Ilhas Jônicas (Zacinto e Cefalónia), no Leste da Grécia, devem ser as áreas mais atingidas pelo ciclone Ianos (Janus) - neste caso, um "medicane", junção das palavras MEDIterrâneo e hurriCANE, ou um "furacão mediterrâneo - que esta tarde está no centro do Mar Jônico, se dirigindo para Leste. Em território grego, conforme se aproxima, o fenômeno deve causar ventos e chuvas fortes, com acumulados que podem chegar a 400mm em 24 horas.

Segundo o website especializado Severe Weather Europe, o Ianos tem potencial para se tornar um dos "mais fortes ciclones tropicais já registrados" no Mediterrâneo, com rajadas de ventos de cerca de 200km/h. O Severe estima, por ora, que ele alcance a Categoria 1 - de 5.

Já o Greek Greece Reporter divulgou que, apesar de ser sofrer com menos intensidade, também a capital grega, Atenas, deverá ser atingida pelos ventos e chuvas provocadas pelo ciclone. Por precaução, de acordo com o Greek, o Ministério da Proteção Civil alertou os gregos para que evitem atividades ao ar livre e atividades marítimas e para que permaneçam em abrigos seguros.

São "eventos climáticos extremos iminentes", alertou o serviço meteorológico oficial da Grécia, o Meteo. Segundo o órgão, a "última vez que o Peloponeso foi afetado por um ciclone mediterrâneo foi em setembro de 2018 , enquanto anteriormente só se soube de outro evento semelhante em 26 de janeiro de 1982. Já as Ilhas Jônicas, pelo contrário, foram atingidas pelo Ciclone Mediterrâneo 'Zeno' em outubro de 2017".

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com