China ordena fechamento do consulado dos EUA em Chengdu

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

24 de julho de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A China ordenou o fechamento do consulado dos EUA em Chengdu em retaliação pela decisão dos EUA de fechar o consulado da China em Houston, Texas, até sexta-feira.

Também há apelos na mídia chinesa e numa pesquisa no Twitter para Pequim "dar um soco", fechando também do consulado dos EUA em Hong Kong, enquanto o presidente dos EUA, Donald Trump, sugere fechar mais consulados chineses nos EUA.

Dois analistas que conversaram com a VOA dizem que se os fechamentos recíprocos aumentarem, o relacionamento EUA-China estará em uma espiral descendente, com o pior ainda por vir.

Uma nova Guerra Fria

“É uma escalada (de tensões diplomáticas). E é uma nova guerra fria lançada passo a passo pelos EUA e pela China ”, disse Sang Pu, comentarista político em Hong Kong.

"As relações EUA-China têm atingido mínimos históricos desde o início da pandemia de coronavírus ou, em particular, desde que a lei de segurança nacional de Hong Kong entrou em vigor", disse à VOA Shi Yinhong, professor de relações internacionais da Universidade Renmin de Pequim.

“Ainda faltam quatro meses para a eleição presidencial dos EUA e seis meses para o próximo governo tomar posse na Casa Branca. Durante esse período, Trump sem dúvida fará muitos outros movimentos para piorar o relacionamento entre os dois países ”, projetou o professor.

Jogada eleitoral

Shi acredita que o fechamento do consulado em Houston não foi projetado apenas para provocar a China, mas uma jogada de Trump para reverter seu declínio nas pesquisas.

Ele disse que a China considera infundadas as acusações feitas pelo Departamento de Estado dos EUA - embora o governo Trump tenha dito que o fechamento do consulado de Houston era totalmente justificável.

David Stilwell, que aacompanha a política externa do Leste Asiático e do Pacífico no Departamento de Estado, disse ao New York Times na quarta-feira que o consulado de Houston tinha um histórico de envolvimento em "comportamento subversivo" e foi o epicentro do roubo de pesquisas nos EUA.

Notícia Relacionada

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit