China adverte para iminência de "guerra fria" entre Washington e Pequim

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wang Yi, ministro das Relações Exteriores da China

Agência VOA

24 de Maio de 2020

O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, advertiu que as alegações dos Estados Unidos sobre a origem do novo coronavírus coloca Washington e Pequim "à beira de uma nova Guerra Fria".

Em declarações a jornalistas neste domingo, 24, Wang Yi afirmou que “além da devastação causada pelo novo coronavírus, um vírus político está a espalhar-se pelos Estados Unidos, que aproveita todas as oportunidades para atacar e difamar a China".

O chefe da diplomacia chinesa foi mais longe e disse que “certas forças políticas americanas estão a tornar reféns as relações entre a China e os Estados Unidos e conduzir os nossos dois países à beira de uma nova guerra fria".

Questionado por jornalistas, Wang Yi respondia assim diretamente ao Presidente americano que nas últimas semanas, voltou a acusar a China de não ter informado o mundo do novo coronavírus a tempo, o que a ter acontecido, segundo Donald Trump, evitaria a pandemia atual.

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com