Chile: onda de calor na região de Aysén completou uma semana

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

8 de fevereiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Por Meteored

Nos últimos dias, o sul do Chile experimentou temperaturas anormalmente altas para a época. As altas pressões prevalecentes na região têm contribuído para o aumento da temperatura, principalmente nos setores do interior das regiões ao sul do Biobío. Além disso, o vale costeiro tem ajudado o vento seco e quente de leste a atravessar a cordilheira em direção ao país.

A última quinta-feira (04) foi o dia mais quente do sul do país , quando os termômetros atingiram 40 ºC no interior de Biobío e La Araucanía. Depois que a cobertura de nuvens costeiras entrou nos vales no final da semana, a temperatura caiu e permaneceu dentro dos intervalos esperados para o tempo. No entanto, a região de Aysén está experimentando sua primeira onda de calor de 2021 há mais de uma semana.

A onda de calor generalizada na região de Aysén começou em 2 de fevereiro. No entanto, Balmaceda já começa a sentir o aumento das temperaturas desde o último dia de janeiro, segundo informações obtidas no portal de serviços meteorológicos da Diretoria Meteorológica do Chile (DMC).

Das estações que estão em constante monitoramento de ondas de calor pelo DMC na região de Aysén, três outras estações, em conjunto com Balmaceda, registraram temperaturas acima do patamar de 90% das temperaturas máximas diárias, definido para determinar se é ou não uma onda de calor. Lembra-se que este limite deve ser excedido por pelo menos 3 dias consecutivos para que uma onda de calor seja caracterizada como tal.

As temperaturas anormalmente altas durarão alguns dias na região. A onda de calor deve terminar na próxima quarta-feira. Prevê-se na quinta-feira a passagem de um sistema frontal pela Patagônia e a consequente entrada de uma massa de ar frio.

Dados históricos sobre ondas de calor na região de Aysén

A atual onda de calor na região de Aysén não é a mais intensa nem a mais longa, apesar de as temperaturas terem ultrapassado os 30ºC em Balmaceda, Coyhaique e Cochrane, e já durar 7 dias consecutivos, com temperaturas máximas extremas.

A onda de calor mais intensa que a região de Aysén já sentiu foi registrada em fevereiro do ano passado. Durou 4 dias com temperaturas máximas atingidas de 36,1ºC em Cochrane, 35,3ºC em Balmaceda, 35,7ºC em Coyhaique e 35,3ºC em Aysén.

A duração das ondas de calor mais longas, para as quatro cidades, foi a seguinte:

  • Aysén: de 18 de novembro de 1985 a 1 de dezembro de 1985 (14 dias);
  • Coyhaiqu: de 17 de novembro de 1985 a 1 de dezembro de 1985 (15 dias);
  • Balmaceda: de 22 de janeiro de 2005 a 1 de fevereiro de 2005 (11 dias);
  • Cochrane: de 17 de dezembro de 1984 a 29 de dezembro de 1984 (13 dias).

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit