Chega aos 65 mortos nos confrontos na Nigéria

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

28 de julho de 2009

Chegou aos 65 mortos, os confrontos de domingo que se espalhou nos Estados de Bauchi e Yole, no norte da Nigéria. Cinco mortos eram policias e 60 eram do grupo islâmico. Horas antes, eram 41 mortos.

Os primeiros confrontos aconteceram domingo de manhã na cidade de Bauchi, quando a polícia impediu um ataque do grupo a uma esquadra.

Durante o dia começaram a surgir relatos de actos de violência em outros estados nigerianos. O inspector-geral da polícia referiu também que existiram confrontos entre os radicais e as forças de segurança no estado de Borno, na zona nordeste do país.

Segundo Shafiu Mohammed, um habitante de Gamboru-Ngala, cidade do estado de Borno, homens, aparentemente membros do mesmo grupo radical, "queimaram vivo um funcionário da alfândega e degolaram um engenheiro local que trabalhava na construção de um novo edifício alfandegário" e incendiaram também uma delegacia de polícia, alguns edifícios alfandegários e uma igreja.

O grupo radical, Boko Haram, composto maioritariamente por alunos que abandonaram os estudos, está entriceirados na cidade de Kanamma, no estado de Yobe, na fronteira com o Níger. Criado em janeiro de 2004, o movimento integra cerca de 200 jovens muçulmanos extremistas, incluindo mulheres.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati