Chega aos 65 mortos nos confrontos na Nigéria

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

28 de julho de 2009

Chegou aos 65 mortos, os confrontos de domingo que se espalhou nos Estados de Bauchi e Yole, no norte da Nigéria. Cinco mortos eram policias e 60 eram do grupo islâmico. Horas antes, eram 41 mortos.

Os primeiros confrontos aconteceram domingo de manhã na cidade de Bauchi, quando a polícia impediu um ataque do grupo a uma esquadra.

Durante o dia começaram a surgir relatos de actos de violência em outros estados nigerianos. O inspector-geral da polícia referiu também que existiram confrontos entre os radicais e as forças de segurança no estado de Borno, na zona nordeste do país.

Segundo Shafiu Mohammed, um habitante de Gamboru-Ngala, cidade do estado de Borno, homens, aparentemente membros do mesmo grupo radical, "queimaram vivo um funcionário da alfândega e degolaram um engenheiro local que trabalhava na construção de um novo edifício alfandegário" e incendiaram também uma delegacia de polícia, alguns edifícios alfandegários e uma igreja.

O grupo radical, Boko Haram, composto maioritariamente por alunos que abandonaram os estudos, está entriceirados na cidade de Kanamma, no estado de Yobe, na fronteira com o Níger. Criado em janeiro de 2004, o movimento integra cerca de 200 jovens muçulmanos extremistas, incluindo mulheres.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati