Chatham House acusa Frelimo de manipular espaço democratico

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

1 de outubro de 2010

Moçambique

Em Moçambique, “o ritmo do processo de redução da pobreza parece estar a abrandar, enquanto os lucros fáceis vão sendo depositados”, conclui a organização britânica Chatham House num relatório que acaba de ser divulgado. Intitulado “Moçambique, Equilibrando o Desenvolvimento, a Política e a Segurança”, o referido estudo refere que aquele fenómeno “talvez esteja associado ao declínio das normas de governação democrática e política”.

Refere-se nas conclusões (e citamos) que “na realidade, há indicações de que o espaço democrático tem estado a ser monopolizado, à medida que os elementos da elite do partido principal, a Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO) vão consolidando a sua retenção política e económica do poder,em prejuízo dos elementos reformadores do partido e também de outros grupos da oposição, o que tem um impacto potencial sobre a segurança (humana)” . O Filipe Vieira entrevistou Markus Weimer, um dos autores deste relatório da Chatham House.

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com