Carta atribuída ao PCC é encontrada em Sumaré

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

10 de agosto de 2006

Sumaré —

As autoridades encontraram uma carta assinada pelo Primeiro Comando da Capital (PCC) próximo da Câmara de Vereadores da cidade de Sumaré, cerca de 120 km a noroeste da cidade de São Paulo, dentro da região metropolitana de Campinas, interior do Estado.

O conteúdo do documento, manuscrito, que supostamente seria de alguém da facção criminosa, foi divulgado pela imprensa. Uma fotografia dele saiu publicada na edição de quarta-feira (9) do Jornal O Liberal, de Americana, que circula em cidades da região:

NOTA DE ESCLARECIMENTOS

O Primeiro Comando da Capital, PCC, 1533 em poder desta vem esclarecer o verdadeiro motivo de toda esta luta travada c/ o governo nestes ultimos dias o que na verdade é o dever dos orgãos de Imprensa que o contrário disto escondem a verdade, e veiculam as noticias de acordo com seus interesses e principalmente do governo. Esclarecemos que o PCC é contra toda e qualquer forma de opressão que pelo forte é aplicada ao mais fraco. Antes do combate usamos de dialogo, a violencia que se vê é fruto da violência que usam contra o fraco e o povo da periferia, pois já é sabido de todos que quem bate para ensinar também está ensinando a bater, não somos contra o governos, somos contra as injustiças, abuso de Poder, maus tratos, espancamentos e violencia encima de classe pobre deste País. Abusar de nossa posição social ser vistos como uma Organização Criminosa. Nós nao aceitamos em nosso convivio estupros, assaltos, extorsão, injustiças, homossexualismo, cobiça, e calúnia, buscamos entre nós o máximo de respeito e solidariedade, dividindo um pouco de tudo que temos entre material e carinho humano com Projetos Sociais. Nossa verdadeira luta é pela dignidade humana, sem discriminação, não visamos nenhum tipo de lucro material. É esta a luta e por ela nos sacrificamos sem pedir reforços. O Sistema não respeita as leis e a Constituinte é pura piada que os pobres nem sabe o que é, tudo isso incomoda o governo que nos jogam as traças e hoje aos olhos do povo fazem barbaridade usando os agentes e sua cúpula como instrumento de tortura e vingança. Nós os reféns do sistema não temos poder algum, sem escudo, sem trabalho, sem cursos, sem lazer e pior somos tratados como animais e ainda assim lutamos pela nossa melhoria. O que queremos? PAZ, JUSTIÇA, LIBERDADE, IGUALDADE, e isso só vai acontecer quando o governo também quizér (sic) parar com essa hipocrisia e cumprir a lei, obrigado pela atenção.

Ass. P. C. C.

OBS: O esclarecimentos que queremos dar para a sociedade é (sic) este.

No interior do estado, Assembléias Legislativas sofrem atentados

Durante a noite da quarta-feira (9), a Câmara de Vereadores de Nova Odessa foi atingida por pedras. Na madrugada de terça-feira (8), as janelas e parte da Câmara dos Vereadores de Sumaré ficou seriamente danificada depois que jogaram um coquetel molotov dentro do prédio. Quatro gabinetes ficaram destruídos por causa do incêndio que se seguiu, além de parte da sala de sonosplatia.

Em Sumaré, na região do Matão, um ônibus foi incendiado. Houve atentados contra caixas eletrônicos e postos policiais.

A Guarda Municipal de Nova Odessa prendeu dois menores suspeitos de ter praticado actos de vandalismo. A Polícia Militar de Sumaré prendeu na noite de quarta-feira (9) alguns homens suspeitos que estariam armados e teriam ligações com o crime organizado.

A organização criminosa conhecida como Primeiro Comando da Capital (PCC) é a principal suspeita (PCC) de uma onda de ataques violentos contra alvos públicos no Estado de São Paulo, que começaram na segunda-feira (7).

A onda de ataques continua em algumas cidades do interior de São Paulo. Em Campinas, uma unidade de combate leve do Exército está de prontidão.

Reportagem original
Esta notícia contém reportagem original de um Wikicolaborador. Veja a página de discussão para mais detalhes.

Referências

Fontes