COVID-19: rei dos Países Baixos cancela férias na Grécia após críticas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de outubro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O Rei Guilherme Alexandre dos Países Baixos e sua esposa Máxima foram obrigados a cancelar suas férias na Grécia. O anúncio foi feito na sexta-feira passada, 16 de outubro, no website da Casa Real, e dizia: "vamos abortar nossas férias. Vimos a reação das pessoas e as reportagens na imprensa. São intensas e nos afetam. Não queremos deixar dúvidas sobre isto: para acabar com a Covid-19 é necessário seguir as orientações. A discussão sobre as nossas férias não contribui para isto".

O rei e a rainha estavam com as três filhas, Amália, Alexia e Ariane, em sua casa na Grécia para a temporada de férias de outono. Eles haviam viajado num voo privado e, segundo o governo, que teve que dar explicações após a reação popular, estavam isolados em sua residência, cumprindo as medidas de distanciamento social.

A família voltou para casa no sábado.

Governo decretou lockdown parcial na Holanda no dia 13 de outubro

Dias antes da viagem da Família Real, no dia 13 de outubro o governo havia decidido que medidas mais rígidas eram necessárias para reduzir o número de infecções no país. Assim, impôs limitações a viagens e outras atividades para evitar oportunidades para as pessoas entrarem em contato umas com as outras. As medidas, que vigoram entre 14 e 27 de outubro, incluem:

  • viajar o menos possível
  • evitar sair do seu endereço durante as férias
  • a proibição de receber mais do que três visitantes em casa por dia
  • trabalhar em casa sempre que possível
  • o fechamento de bares e restaurantes, a não ser para "pagar e levar"
  • o fechamento de lojas após as 20 horas
  • a proibição da venda e consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos entre as 20 e 07 horas


Notícias Relacionadas

Fontes

Nota: o Governo da Holanda libera a reprodução de seu conteúdo sob uma Licença CC0, conforme seu copyright.

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com