COVID-19: menos de 10% dos russos acreditam nas autoridades

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

18 de abril de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram
Vladimir Putin visita o Centro de Monitoramento do Coronavírus

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Online Market Intelligence, mais da metade dos russos confia nos médicos e acredita que as informações oficiais sobre a pandemia de COVID-19 na Rússia são falsas.

Em números, fica assim:

  • 56% dos entrevistados disseram não confiar em informações oficiais;
  • 29% acreditam que as autoridades subestimam o número real de casos e a complexidade da situação;
  • 27% têm certeza de que a situação está bastante agravada e se apresenta pior do que realmente é;
  • 4% dos russos disseram que as recomendações oficiais não foram seguidas.

Mil pessoas participaram da pesquisa realizada online.[1] Segundo informações oficiais, agora na Rússia há 36.793 infectados, 313 mortos e oito pessoas estão em terapia intensiva. Desde o início da epidemia, 3.057 pessoas se recuperaram e 1.831.892 testes foram realizados.

Fontes

Notas

  1. Em cidades com uma população maior que 100 mil habitantes.
Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com