COVID-19: estado de São Paulo se prepara para reabertura gradual

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

31 de maio de 2020

Imagem meramente ilustrativa

Algumas cidades do estado de São Paulo (SP), incluindo a capital São Paulo, relaxarão as medidas de isolamento social a partir de amanhã, 1º de junho. Entre as atividades que poderão voltar a funcionar estão os shopping centers, por exemplo.

Para poder reabrir, as cidades tiveram que alcançar a etapa “laranja”, que prevê a retomada de algumas atividades “com restrições”.

O chamado Plano São Paulo foi apresentado pelo governo do estado na quarta-feira passada (27). As cinco fases do programa vão do nível máximo de restrição de atividades não-essenciais (vermelho) a etapas identificadas como controle (laranja), flexibilização (amarelo), abertura parcial (verde) e normal controlado (azul). “Até o dia 31 de maio, a quarentena em São Paulo vai salvar 65 mil vidas”, enfatizou a SES-SP em seu website.

Cada etapa leva em conta critérios médicos e epidemiológicos para cada uma das regiões do estado, incluindo o número de novos casos e a taxa de internação hospitalar.

A pandemia de COVID-19 em SP

O estado mais atingido pela pandemia de COVID-19 no Brasil anunciou ontem que o número de casos confirmados pela doença chegou a 107.142 e o número de mortes alcançou 7.532. Segundo a SES-SP ainda, os casos estão concentrados em 525 municípios e os óbitos, em 263 cidades.

Quanto ao índice de isolamento, o governo do estado reporta que ele é de cerca de 47% - o ideal é que seja de, ao menos, 70%.

Notícia Relacionada

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com