COVID-19: Continente Africano tem mil mortes em apenas 5 dias

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

15 de junho de 2020

A pandemia de COVID-19 está, definitivamente, se agravando no Continente Africano: eram 5.539 mortes no dia 10 de junho e agora, apenas 5 dias depois, são 6.529. As cerca de mil fatalidades dos últimos dias significam um recorde inédito: é o maior aumento no menor período de tempo.

E enquanto os casos crescem, aumentam também as preocupações de organizações como a OMS e a União Africana, através do CDC, com a situação. O CDC, por exemplo, anunciou no dia 04 de junho que 1 milhão de testes para COVID seriam comprados e que 10 mil profissionais de saúde seriam treinados para fazer o rastreamento dos casos.

A organização, no mesmo dia, também anunciou um programa chamado PACT, apoiado em quatro frentes: ampliar os testes, continuar treinando os profissionais de saúde, estabelecer uma plataforma para compras coletivas de insumos e recrutar 1 milhão de agentes comunitários para ajudar a fazer o rastreamento.

Veja a aceleração do número de óbitos na África

  • 17 de abril: ~1.000
  • 07 de maio: ~2.000
  • 22 de maio: ~3.000
  • 10 de junho: ~5.500
  • 15 de junho: ~6.500

Notícia Relacionada[editar]

Fontes[editar]

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com