COP26: Obama afirma não ter sido feito o suficiente para enfrentar a crise climática

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

9 de novembro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse na Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2021 (COP-26) em Glasgow, Escócia, na segunda-feira que os líderes mundiais na cúpula "não fizeram o suficiente" para enfrentar a crise climática.

Falando durante a segunda semana completa de negociações, conhecida como COP26, Obama disse que a maioria das nações falhou em cumprir os compromissos assumidos no acordo da conferência climática de Paris de 2015 e que o mundo não está nem perto de onde precisa estar para enfrentar as mudanças climáticas.

Ele disse que foi "particularmente desanimador" que os líderes da China e da Rússia - dois dos maiores emissores - se recusaram a comparecer à conferência de Glasgow, dizendo que ambas as nações demonstraram o que "parece ser uma perigosa falta de urgência" na mudança climática.

A China é o maior emissor de carbono do mundo. Em uma declaração na conferência na semana passada, o presidente chinês Xi Jinping pediu a outras nações que “ntensifiquem a cooperação” e ajam com relação às metas climáticas. Xi, porém, não ofereceu novos compromissos.

Obama disse que economias avançadas como os Estados Unidos e a Europa precisam liderar nessa questão, mas também China, Rússia e Índia. “Não podemos permitir ninguém à margem”, disse ele.

Ele também argumentou que era essencial ouvir as pessoas que se opunham a uma ação rápida contra a mudança climática.

Fonte



Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit