CEO da Huawei considera as sanções dos EUA como agressão contínua

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de setembro de 2020

Um dos CEOs da Huawei, Guo Ping, disse que a empresa pretende continuar a fazer todo o possível para fortalecer suas cadeias de abastecimento, apesar da "forte pressão" e "ataques" sobre ela.

“A Huawei está atualmente em uma situação difícil. Devido à agressão contínua, estamos sob constante pressão. Ainda estamos avaliando intervenções específicas. No momento, nosso objetivo é sobreviver”, disse Ping.

Segundo Ping, a Huawei está sob pressão do governo dos Estados Unidos, que "ataca incessantemente" a empresa e já mudou três vezes suas leis.

Em agosto deste ano, o governo dos EUA estendeu sanções contra a Huawei. O Departamento de Comércio adicionou 38 subsidiárias da Huawei à lista de empresas que requerem uma licença especial para exportar produtos.

“Esperamos que o governo dos Estados Unidos revise suas leis e regulamentos. Se eles querem nos fornecer mercadorias, estamos prontos para comprá-los”, disse Ping.

Fontes

Ligação a um site em russo Гендиректор Huawei назвал санкции властей США непрекращающейся агрессиейSecurityLab, 25 de setembro de 2020

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com