Britânica de 106 anos sobrevive a COVID-19

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de abril de 2020

Hospital onde Connie Titchen foi hospitalizada

Uma britânica de 106 anos, que se acredita ser a pessoa mais velha do Reino Unido a sobreviver ao COVID-19, foi liberada do hospital. A equipe do hospital de Birmingham aplaudiu Connie Titchen nos corredores após a alta. Ela, que viveu na Segunda Guerra Mundial, foi internada no dia 20 de março, dia das mães no Reino Unido, por suspeita de pneumonia e foi diagnosticada com COVID-19 depois.

Saindo do hospital, ela disse a uma enfermeira que se sentia afortunada por sobreviver e que estava ansiosa para ver seus cinco netos e oito bisnetos. "Acho que o segredo da velhice é que ela é fisicamente ativa e muito independente. Ela fez uma cirurgia no quadril em dezembro e, dentro de 30 dias, começou a andar novamente", disse a enfermeira.

O Reino Unido já registrou 114.217 casos confirmados e 15.464 pessoas já morreram em decorrência do vírus Sars-CoV-2.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com