Brasil cria clone de vaca ameaçada de extinção

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Attention niels epting.svg
Como parte da política de proteção do Wikinotícias, esta notícia está protegida.

21 de maio de 2005

Brasil — A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil criou dois clones de uma vaca da raça Junqueira. A vaca Junqueira está ameaçada de extinção e estima-se que haja menos de cem animais dessa raça em todo o território brasileiro.

O experimento de clonagem foi feito através de um pedaço de tecido da orelha de uma vaca doadora com nove anos de idade. O clone batizado de Porã nasceu dia 10 de abril com 25 quilos depois de 292 dias de gestação, e o clone batizado Potira nasceu com 29 quilos dia 24 de abril, após um período de gestação de 290 dias. Os bezerros clonados estão saudáveis e estão sendo monitorados pela equipe de pesquisadores da Embrapa.

A raça de boi Junqueira é muito usada para a produção de carne e leite, além de ser usada como força de trabalho. Os primeiros bois vieram ao Brasil através dos colonizadores espanhóis e portugueses e se desenvolveram no interior de São Paulo, por volta dos séculos XVIII e XIX. Uma característica da raça são os longos chifres, que costumavam ser usados para fabricar berrantes.

O pesquisador da Emprapa Arthur da Silva Mariante disse que a pesquisa irá continuar e que outros animais silvestres ameaçados de extinção podem ser clonados.

Os clones fazem parte da tese de doutorado da bolsista integrante da equipe de pesquisa, Lílian Iguma.

Fontes