Brasil cai 5 posições no ranking do IDH; quando considerada a desigualdade, cai 20

15 de dezembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O Brasil caiu cinco posições no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano Nações Unidas ( IDH) divulgado nesta terça-feira (15). Entre os 189 países avaliados, o país passou da 79ª para a 84ª.

O cálculo é baseado em padrões relacionados a saúde, renda e educação, sendo baseado em dados de 2019. Se o índice de desigualdade social for adicionado à fórmula, o Brasil perderá 20 empregos.

De acordo com um relatório das Nações Unidas, a concentração de renda do país ocupa o segundo lugar no mundo, perdendo apenas para o Catar.

Em relação a 2018, a evolução do IDH do Brasil é de 0,003, chegando a 0,765, o que é considerado um aumento lento. O principal fator para a queda do Brasil foi a falta de progresso na educação. A duração média das pessoas na escola ainda é de 15,4 anos, a mesma de 2016, ano do golpe contra Dilma Rousseff (PT).

O Brasil atualmente ocupa o sexto lugar entre os países da América do Sul, depois do Chile, Argentina, Uruguai, Peru e Colômbia.

O país com melhor índice de desenvolvimento humano do mundo continua sendo a Noruega. Em segundo lugar estão a Irlanda e a Suíça.

A classificação atual da ONU coleta dados para 2019, que é Covid-19 antes da pandemia.

Fontes