Brasil: Dilma Rousseff é seguida por perto pela Marina Silva

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marina Silva pode colocar em risco a reeleição da presidente Dilma Rousseff.

27 de agosto de 2014

A Presidenta à reeleição Dilma Rousseff enfrenta pela primeira vez a eleição presidencial, a primeira rodada será realizada no dia 5 de outubro. Mas, no primeiro debate televisivo entre os sete candidatos ontem, a candidata do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Marina Silva, fez notável para enfrentar a atual presidenta. Aquela que, aos 56 anos, tornou-se uma candidata após a morte de Eduardo Campos em um acidente de avião no início deste mês, falou sobre a necessidade de reformas políticas mais amplas e para voltar ao poder das elites tradicionais. Ela quer introduzir uma "nova política" de conciliar estabilidade econômica e justiça social.

Neste debate, ela também criticou a presidenta, acusando-a de minimizar a extensão das deficiências do país nas áreas de saúde, educação e transporte público (temas que refletem as demandas dos manifestantes desde junho 2013). Por sua parte, o presidente, candidato do Partido dos Trabalhadores, defendendo a política social de seu governo, mas critica a crise econômica global para a crise econômica do país.

Até à data, Dilma Rousseff está liderando as pesquisas para o primeiro turno, mas uma nova pesquisa mostra o candidato vitorioso PSB no segundo turno. Além disso, senhor Lula continua a ganhar pontos nas pesquisas desde que foi investido candidato.

Trajetória de Marina Silva[editar]

A candidata socialista foi senadora e ministra do Meio Ambiente do presidente Lula. Desde que foi substituído por seu protegido, Dilma Rousseff, ela deixou o Partido dos Trabalhadores para participar de um pequeno partido verde antes de entrar para o PSB em 2013, e agora espera dar uma alternativa para os candidatos de ambos os partidos que dirigem o país por 20 anos: Dilma Rousseff (Partido dos Trabalhadores) e Aécio Neves (PSDB).

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati