Boston vive dia de manifestações, após violência e morte em Charlottesville

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Vista de Boston

20 de agosto de 2017

Milhares de cidadãos se manifestaram neste sábado na cidade de Boston pró a liberdade de expressão, após episódios violentos ocorridos no fim de semana passado em Charlottesville, na Virgínia, enquanto que outras pessoas organizaram um contraprotesto antirracista.

Ambas as manifestações aconteceram após manifestações de simpatizantes neonazistas e grupos defensores dos direitos civis organizaram algo semelhante no sábado passado na Virgínia, os encontros se tornaram violentos e deixaram como saldo a morte de uma jovem de 32 anos, atropelada por um suposto integrante de um grupo neonazista.

Hoje na cidade de Boston, no entanto, não foram registrados quaisquer grande incidente, ainda que a polícia tenha informado 33 detenções, em sua maioria por desordem pública e agressões contra agentes de segurança.

"Hoje está claro que Boston era paz e amor, não o fanatismo e o ódio", afirmou o prefeito de Boston, Marty Walsh.


Uma semana após uma manifestação supremacista branca em Charlottesville, na Virgínia, deixou uma mulher morta, milhares de pessoas marcharam pelas ruas de Boston no sábado para protestar contra um comício organizado por ativistas conservadores.

Os manifestantes entoavam slogans anti-nazistas e acenavam sinais que condenavam a supremacia branca enquanto marchavam em direção ao histórico parque da cidade de Boston Commons, onde estava sendo realizado um "comício da liberdade de expressão". Uma mulher que participou do protesto postou um vídeo no Twitter mostrando centenas de pessoas reunidas para a marcha.

Contra-manifestantes também brigaram com as forças de segurança durante sua manifestação. Mais tarde, membros do Black Lives Matter juntaram-se ao protesto e queimaram uma bandeira confederada.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com