Bolsonaro proíbe falar sobre Renda Brasil, após descobrir que não havia recursos para o programa

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de setembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O presidente Jair Bolsonaro engavetou de vez o programa Renda Brasil, que substituiria o Bolsa Família - isto após se dar conta que não havia recursos financeiros para o projeto. Para financiar o programa, segundo o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, a equipe econômica chegou a estudar o congelamento de aposentadorias e pensões e a redução do seguro-desemprego.

Hoje, ao falar sobre o assunto em seu Facebook, Bolsonaro disse: "até 2022, no meu governo, está proibido falar a palavra Renda Brasil. Vamos continuar com o Bolsa Família e ponto final".

O Renda Brasil era uma espécie de ampliação do Bolsa Família, já que previa o aumento do valor do auxílio pago mensalmente às famílias brasileiras mais carentes. A ideia surgiu após pesquisas indicarem que o Auxílio Emergencial pago durante a pandemia de Covid-19 foi acessado por mais pessoas do que o inicialmente esperado, garantindo e aumentando a renda em milhões de lares brasileiros.

As informações são do G1.

No Jornal Nacional desta noite, o apresentador e jornalista William Bonner iniciou a matéria sobre o assunto com "a repercussão desastrosa de estudos do governo para criar um programa que substituísse o Bolsa Família, levou o presidente a sepultar o projeto e a desautorizar a equipe econômica".

Notícia Relacionada

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit