Bolívia pode pressionar Argentina para não revender gás natural ao Chile

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

13 de junho de 2006

O Governo da Bolívia planeja solicitar oficialmente à Argentina para que esta se comprometa a não revender gás natural ao Chile, segundo indicou o boliviano Julio Gómez, Vice-Ministro de Exploração e Exportação de Hidrocarbonetos, durante encontro para assinatura de acordos bilaterais com os argentinos.

A recomendação seria proveniente do Presidente da Bolívia Evo Morales, o qual teria exigido que seja acrescentado um adendo aos acordos bilaterais com os argentinos para que o Governo destes últimos se comprometa a não revender gás natural para a República do Chile.

De acordo com Gómez, a revenda do recurso energético para o Chile "é inadmissível" porque vai em direção contrária ao referendo ocorrido em julho de 2004, quando a população boliviana votou a favor de se usar o gás natural como ferramenta de negociação com o Chile e assim obter uma saída para o Oceano Pacífico.

Fontes