Bill Gates avalia desenvolvimento da vacina contra COVID-19

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

10 de agosto de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Em alguns países, as pessoas receberão vacinas contra o coronavírus que não receberam o devido escrutínio e aprovação das agências reguladoras, afirmou o co-fundador da Microsoft, Bill Gates, em uma entrevista ao The Wired. Em sua opinião, há temores de que protótipos que são inseguros ou ineficazes recebam aprovação.

China e Rússia estão a todo vapor. Tenho certeza de que haverá vacinas em algum lugar do mundo que serão injetadas em muitos pacientes sem um escrutínio regulatório completo. Precisamos de mais três ou quatro meses, aconteça o que acontecer, para a terceira fase [dos testes] apenas para estudar os efeitos colaterais”, disse Gates.

Segundo ele, nos países ricos, o fim da pandemia virá no final de 2021, e no resto do mundo em mais um ano, no final de 2022. Gates explica essa diferença principalmente pelo fato de que as vacinas não serão uma solução barata e facilmente escalonável para todo o mundo. Embora a vacina seja relatada atualmente para ajudar a prevenir a infecção, várias questões permanecem, incluindo quanto tempo a proteção dura, quão eficaz é para os idosos e quais efeitos colaterais, incluindo os de longo prazo.

O número de casos de coronavírus no mundo ultrapassou 19,8 milhões, dos quais cerca de 732 mil pessoas morreram, mais de 12 milhões se recuperaram.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com