Biden assina lei que celebra o fim da escravidão

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Joe Biden

18 de junho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Agência VOA

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou na tarde de quinta-feira o projeto de lei que transforma o dia 19 de junho em feriado federal, conhecido como ‘Junete’, em homenagem ao fim da escravidão legal no país.

Diante dos membros do Black Caucus que chegaram à Casa Branca, o presidente Biden disse que 19 de junho "É um dia de profundo, em minha opinião, profundo peso e profundo poder", referindo-se ao que chamou de "A mancha moral de escravidão.

O presidente dos Estados Unidos se referiu à proclamação da décima quinta como uma forma de "fazer uma versão melhor de nós mesmos".

O presidente Biden disse que é grato aos membros do Congresso, e em particular ao Black Caucus, por tornar a data possível.

"Estou especialmente satisfeito por estarmos mostrando à nação que podemos nos unir como democratas e republicanos para comemorar este dia com o apoio bipartidário esmagador do Congresso."

A data marca o dia em 1865 quando um general da União informou a um grupo de escravos no Texas que eles haviam sido libertados dois anos antes pela Proclamação de Emancipação do presidente Abraham Lincoln durante a Guerra Civil.

19 de junho é o 12º feriado reconhecido pelo governo federal, junto com o Natal, Ano Novo, Ação de Graças e Dia da Independência, bem como outros que homenageiam presidentes e o líder dos direitos civis assassinado, Martin Luther King Jr..

Funcionários federais começarão a tirar o feriado este ano, observando-o na sexta-feira, já que 16 de junho cai no sábado, disse o Escritório de Gestão de Pessoal dos Estados Unidos no Twitter.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit