Banco do Brasil volta a ser o maior banco da América Latina

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Edifício Sede III, em Brasília.

Agência Brasil

13 de agosto de 2009

O Banco do Brasil ultrapassou o Itaú Unibanco e voltou a ser a maior instituição em ativos no país e na América Latina. No segundo trimestre deste ano, os ativos totais do banco público chegaram a R$ 598,839 bilhões. O crescimento foi de 43,9% em 12 meses e de 1,2% em relação ao resultado do primeiro trimestre de 2009. Já os ativos do Itaú Unibanco atingiram R$ 596,4 bilhões ao final do segundo trimestre.

O BB havia perdido a liderança com a fusão do Itaú com o Unibanco. Segundo o banco público, nos ativos consolidados do segundo trimestre já foram consideradas todas as participações em empresas financeiras e não financeiras, assim como as incorporações do Banco do Estado do Piauí (BEP) e do Banco do Estado de Santa Catarina (Besc) e a aquisição do controle acionário do Banco Nossa Caixa.

No primeiro semestre de 2009, o Banco do Brasil registrou lucro líquido de R$ 4,014 bilhões. Se forem desconsiderados os efeitos extraordinários, o lucro recorrente chegou a R$ 3,3 bilhões de janeiro a junho, montante 7,5% superior ao observado no mesmo período de 2008.

Apenas no segundo trimestre, o lucro líquido atingiu R$ 2,348 bilhões, crescimento de 41% em relação ao do período de janeiro a março deste ano e de 42,8% sobre o do mesmo período do ano anterior.

A carteira de crédito do Banco do Brasil encerrou junho em R$ 252,5 bilhões, expansão de 32,8% em 12 meses e de 4,4% na comparação com a do primeiro trimestre. Ao final do semestre, o volume de atraso acima de 90 dias, o que é considerado inadimplência, foi de 3,3%, superior aos 2,5% observados em junho de 2008, porém, inferior aos 4,4% apresentados pelo Sistema Financeiro Nacional.

Fontes

Reportagem original
Esta notícia contém reportagem original de um Wikicolaborador. Veja a página de discussão para mais detalhes.

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati