Autoridades localizam 8 alpinistas soterrados em Mont Blanc; desaparecidos são 4 alemães, 3 suíços e 1 austríaco

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de agosto de 2008

Chamonix, França


Os oito alpinistas desaparecidos desde domingo (24) após o avalanche no Mont Blanc (o pico mais alto da Europa), que deixou deixou oito pessoas feridas, franceses e italianos, que foram socorridas, foram localizados hoje.

Os alpinistas foram identificados: quatro alemães, três suíços e um austríaco, e não franceses como se achava anteriormente, informou hoje, em Chamonix, uma fonte da gendarmeria francesa.


Vários desaparecidos foram localizados mediante sete freqüências de rádio emitidindo seus ARVA (em francês são os aparelhos de busca de vítimas por avalanche) no pico de Mont Blanc, mas o trabalho de recuperação dos corpos não pôde ser realizado por causa da periculosidade do terreno
Régis Lavergne, capitão e comandante do pelotão de gendarmeria de Alta Montanha (PGHM) de Chamonix, nos Alpes franceses

.

A ministra do Interior, Michele Alliot-Marie, afirmou, por sua vez, que não há chances de encontrar com vida nenhum dos oito alpinistas desaparecidos:


Foi uma avalanche gigantesca, sem escapatória para os montanhistas
'


Um italiano que conseguiu escapar, Marco Delfini, explicou que seus colegas por arrastados cerca de 200 metros por um "muro de gelo".


Não afundei totalmente na neve, por isso pude ajudar os outros
'


O avalanche ocorre um mês depois que o caso similar ocorreu acidente durante a descida do Mont Dolent, um dos picos do Maciço do Mont Blanc, na divisa entre França e Itália, onde morreram quatro pessoas em 24 de julho. A unica sobrevivente foi a mãe, que viu seus familiares despencarem 500 metros montanha abaixo. Ela foi hospitalizada em estado de choque. A mulher, de 50 anos, foi liberada mais tarde do hospital e identificou os corpos do marido e dos filhos, que tinham idades entre 17 e 23 anos.

O incidente eleva para mais de cem o número de pessoas mortas nos Alpes franceses desde o início do verão europeu.



Fontes