Autoridades austríacas pretendem proibir vestes de burca e o niqab em lugares públicos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
mulheres afegãs em burcas.

1 de fevereiro de 2017

O Governo da Áustria anunciou planos de proibir o uso em público de roupa, escondendo-se completamente a face (como a burca e nicab).

A proibição vai agir, em particular, nas escolas e nos tribunais.

Recorde-se que a decisão entrará em vigor após aprovação pelo Parlamento.

A proibição contida no preparado programa pelas reformas no governo de coalizão, que se espera venha a ter lugar no próximo ano e meio. O documento prevê, em particular, exigência de assinatura dos refugiados «contracto de valores de integração e de retorno».

Além disso, o governo pretende obrigar os funcionários a usar roupas «religiosamente neutras», que os críticos vêem como uma tentativa de proibir o uso do véu muçulmano.

Recorde-se que as medidas são vistas como uma tentativa de responder à crescente popularidade do direitista «Partido da Liberdade», candidato que perdeu a eleição presidencial com vantagem mínima.

Uso de roupas que cobrem o rosto que já é proibido em vários países da União Europeia, incluindo França e na Bélgica, em algumas regiões da Suíça e Espanha. Parlamento está a considerar uma proibição semelhante para os Países Baixos.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati