Austrália assina acordo econômico com a Índia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

4 de abril de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Um acordo histórico entre a Índia e a Austrália alegrou muitos líderes empresariais, mas as indústrias deixadas de fora do acordo estão pedindo a Canberra que continue as negociações.

O pacto provisório anunciado no sábado vem depois de mais de uma década de negociações e analistas disseram que a Austrália está ansiosa para reduzir sua dependência da China – seu maior parceiro comercial – depois que as tensões diplomáticas nos últimos anos levaram Pequim a impor sanções a alguns produtos australianos.

Carvão, vinho e outras commodities australianos foram atingidos por várias restrições introduzidas pelas autoridades chinesas. Essa disputa decorre, em parte, do pedido da Austrália por uma investigação independente sobre as origens do COVID-19. Pequim interpretou a demanda como uma crítica ao tratamento do vírus que foi detectado pela primeira vez em Wuhan, na China.

O acordo com a Índia é uma tentativa da Austrália de diversificar seus laços comerciais.

O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, disse que seu governo não traiu a Ucrânia ao assinar um acordo comercial com a Índia, que se recusou a condenar a invasão russa.

Morrison disse que seu governo discutiu a guerra na Ucrânia com a Índia, acrescentando que não acha “que alguém possa questionar o compromisso da Austrália de apoiar o povo da Ucrânia” depois que Canberra impôs várias sanções e concordou em fornecer mísseis.

O acordo comercial remove tarifas sobre mais de 85% das exportações australianas para a Índia, incluindo carvão, lã e cobre. Abrange mais de 95% dos produtos indianos importados pela Austrália, como têxteis, couro e joias.

O primeiro-ministro Scott Morrison disse no sábado que o acordo aumentaria a prosperidade australiana.

“Abrimos uma das maiores portas econômicas que há para abrir no mundo hoje”, disse Morrison. “Estamos trabalhando nisso há muitos anos; (o) últimos três anos e meio em particular. Estamos abrindo a maior porta de uma das maiores economias do mundo na Índia.”

No entanto, algumas indústrias agrícolas, incluindo laticínios, grão de bico e carne bovina, foram deixadas de fora do acordo provisório.

Rick Gladigau, presidente do Australian Dairy Industry Council, espera que um acordo abrangente de livre comércio ajude os produtores de leite locais.

“Algo seria melhor do que nada para começar. Você não quer ficar completamente fora de um acordo de livre comércio”, disse Gladigau. “É por isso que estamos fazendo isso, para que haja benefícios nos dois sentidos. Não quero ver que laticínios não recebem nada.”

Ambos os países continuarão a trabalhar para um acordo de livre comércio completo.

A Índia é o sétimo maior parceiro comercial da Austrália. O comércio bilateral de bens e serviços valeu US$ 18,3 bilhões em 2020.

Fontes