Atuação dos policiais durante tiroteio em escola do Texas é duramente criticada

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

27 de maio de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A atuação dos policiais de Uvalde durante o tiroteio na Escola Primária Robb na terça-feira passada, que levou à morte 21 pessoas - 19 crianças e dois professores - está sendo duramente criticada. Ontem, após não conseguir explicar porquê os agentes só entraram no prédio uma hora depois do tiroteio começar, Daniel Rodriguez, chefe do Uvalde Police Department, emitiu um comunicado onde enfatizou que eles poderiam ter sido mortos.

Por outro lado, testemunhas relatam que os pais que chegaram ao local queriam entrar para tentar conter o atirador, identificado como Salvador Ramos, mesmo sem terem armas, coletes à prova de bala e treinamento. Algumas pessoas, inclusive, têm chamado os policiais da cidade de “covardes”, reporta o portal do jornal britânico Independent, enquanto o jornalista Mike Baker revelou no NY Times ontem que eles tinham “preparações extensivas para atiradores ativos.” Hoje ele também usou o Twitter para reportar que os estudantes fizeram nove ligações pedindo por socorro.

O atirador acabou morto por agentes de forças especiais que trabalham na fronteira com o México, enquanto agentes da divisão Texas Rangers investigam o caso, incluindo a atuação dos policiais.

Referências

Notícias Relacionadas

Fontes