Atleta cubano é banido definitivamente após atacar o árbitro durante as Olimpíadas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

24 de agosto de 2008

Pequim, China


O atleta cubano do taekwondo, Ángel Matos foi banido definitivamente ontem após atacar um árbitro sueco Chakir Chelbat durante os Jogos Olímpicos de Pequim 2008. Matos foi competir a medalha de bronze lutando contra o cazaque Arman Chilmanov, quando ele sofreu ferimento. Como ele esteve sobre o tapete com assistentes médicos, Matos foi desclassificado por um minuto por exceder o tempo limite lesão. Quando Chilmanov foi declarado o vencedor do turno, Matos deu um pontapé no rosto de Chelbat. Vários juízes apressaram em tentar controlar a situação. Matos foi empurrado por um deles e em seguida cuspiu no chão. Logo depois o treinador se envolveu na confusão. Tanto Matos e seu treinador Leudis Gonzalez foram banidos definitivamente de todos os eventos oficiais Taekwondo por incidente do comportamento.

A Federação Mundial de Taekwondo divulgou uma declaração referindo-se ao incidente como uma "forte violação do espírito do Taekwondo e os Jogos Olímpicos". Também pediu para que todos os registros de Matos a ser retirados dos recordes olímpicos. Mais tarde, o treinador Leudis Gonzalez Kazaks alegou que ofereceu-lhe dinheiro para perder a quadra. O secretário geral da FMT, Yang Jin-suk, disse que "devido processo devem ser seguidas antes de banir oficialmente os dois."

Matos ganhou a medalha de ouro em Sydney 2000, ele terminou em 11 º lugar em Atenas quatro anos depois.



Fontes