Atentado suicida deixa 40 mortos no Afeganistão

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

9 de novembro de 2007

Localização do Afeganistão

O governo afegão decretou 3 dias de luto nacional depois de um atentado suicida ocorrido durante uma visita de parlamentares a um engenho de açúcar localizado na cidade do Pul-i-Khumri, 150 km ao norte do Kabul. Pelo menos 40 pessoas morreram e 120 ficaram feridas; entre os mortos se estão seis parlamentares e várias crianças que se encontravam no lugar.

O suicida, que levava duas bombas em seu corpo, aproximou-se das crianças que estavam reunidas, e deu as boas-vindas para os visitantes. Este se converte no pior atentado terrorista perpetrado desde a queda do regime Talibán no país asiático em ano 2001.

O presidente Hamid Karzai afirmou: "estes são os atos dos inimigos do povo", e ao mesmo tempo rechaçou de energicamente o ocorrido. Karzai também ordenou que as bandeiras nacionais fossem hasteadas a meio pau. Um porta-voz talibán informou à imprensa que o grupo não participou deste atentado.

Fontes