Assassinatos na Nova Escócia: Real Polícia Montada do Canadá acusada de ter errado na informação à população

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Stephen McNeil

22 de abril de 2020

Durante a fuga de um atirador louco no Condado de Colchester, na Nova Escócia, a única maneira pela qual a Real Polícia Montada do Canadá (RPMC) alertava o público era o Twitter, uma rede social usada por uma pequena minoria de cidadãos. O serviço de internet também é instável nesta região rural.

No entanto, existe um sistema chamado «Alert Ready», destinado a enviar mensagens de emergência via televisão, rádio e telefone celular. Este sistema não foi usado, confirmou o Primeiro-Ministro local Stephen McNeil, pois o RPMC nunca o solicitou, embora os técnicos do Departamento de Gerenciamento de Emergências da província estivessem prontos para usá-lo desde o início do evento que durou quase 12 horas. "Acho que se tivéssemos recebido um alerta, muitas pessoas poderiam ter sido poupadas", disse um dos parentes entrevistados pela CBC News.

Questionado sobre o assunto, a RPMC inicialmente não respondeu e explicou na quarta-feira que o uso do Twitter é um procedimento padrão nesta força policial e que estava prestes a enviar um alerta quando o atirador foi neutralizado.

Notícia Relacionada

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com