Artistas brasileiros criam obras permanentes para a Bienal do Mercosul

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Attention niels epting.svg
Como parte da política de proteção do Wikinotícias, esta notícia está protegida.

2 de dezembro de 2005

Brasil — A 5ª Bienal de Artes Visuais do Mercosul, que ocorre em Porto Alegre, se encerra neste domingo. Alguns trabalhos, no entanto, ficarão na capital gaúcha. Trata-se das quatro obras do vetor Transformações do Espaço Público, composta pelos artistas brasileiros José Resende, Carmela Gross, Mauro Fuke e Waltercio Caldas. Ainda em fase de construção, especialmente no caso de Carmela Gross e Waltercio Caldas, elas ficarão junto à Orla do Guaíba, local de grande visitação aos finais de semana.

O trabalho de José Resende é inaugurado hoje à tarde. Uma espécie de plataforma de aço que avança 28 metros da calçada, ficando suspensa sobre esta, permitirá ao público passear e interagir com a obra.

Já Mauro Fuke teve sua intervenção pública inaugurada ontem. 648 blocos de concreto formam três ilhas e convidam as pessoas a sentar e subir.

Faltando pouco para estar pronta, a obra de Carmela Gross é uma espécie de escada voltada para o Rio Guaíba, em que pessoas poderão, como em todas as outras obras, sentar passear, olhar a paisagem, etc.

Fontes