Argentina e Paraguai empataram nas eliminatórias 2010

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A partida foi jogada no Estádio Monumental de Buenos Aires.

13 de setembro de 2008

Buenos Aires, Argentina


A seleção argentina (com dez jogadores) e a seleção paraguaia empataram 1 a 1 com o 7º dia das eliminatórias para a África do Sul 2010. O jogo foi disputado no Estádio Monumental, em Buenos Aires e os gols foram de Gabriel Heinze (contra) e Sergio, el Kun, Agüero.

O gol paraguaio veio aos 12 minutos do primeiro tempo. Um cálculo mal feito que Heinze (que cobria o atacante Nelson Haedo Valdez) colidiu com o goleiro Roberto Abbondanzieri e levou a bola a proa em próprio. O Kun Agüero marcou o empate após 15 minutos da segunda parte, por uma jogada combinada junto com Lionel Messi e Juan Roman Riquelme.

Carlos Tevez foi expulso aos 30 minutos do primeiro tempo pelo ábrito brasileiro Carlos Simon, por derrubar contra Darío Verón.

Após o primeiro gol, Abbondanzieri teve que ser substituído por Juan Pablo Carrizo. O ex-goleiro do Boca Juniors sofreu um corte no joelho direito com o golpe com Heinze. "Tenho o joelho aberto como se fosse com uma faca", afirmou. Claudio Morel Rodríguez também teve problemas com seu joelho, e não se sabe se estará na próxima data contra a Venezuela.

No Paraguai, foi comemorado a manutensão de invencibilidade da seleção no Morumental para as eliminatórias, há 35 anos. No entanto, durante esse tempo, só jogaram quatro encontros em tais condições. Mas os argentinos não eram conformes com a sua equipe e criticaram o treinador Alfio Basile.

Heinze reconheceu a responsabilidade de ambos do Paraguai. Além disso, Agüero, afirmou: "Messi me deu um passe terrível (que o terminou na meta argentina). A passagem foi o melhor da partida". Por outro lado, Haedo Valdez se lamentou e disse: "Se nós fomos 2 pontos e uma história que tínhamos escrito". Depois, o paraguaio afirmou que deveriam "viver com isso".

Paraguai continua na ponta das eliminatórias com 14 pontos, escoltados pela Argentina, que tem 12. O próximo rival dos paraguaios será Venezuela, enquanto os argentinos enfrentam Peru.



Fontes