Apple pode precisar mudar o nome do iPhone

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

15 de janeiro de 2007

A fabricante americana de equipamentos de rede Cisco Systems, detentora dos direitos sobre o nome iPhone, iniciou um processo nesta terça-feira, dia 13, contra a Apple, empresa que anunciou o lançamento do iPhone, um celular com funções de iPod.

As duas empresas têm estado em discussões para chegar a um acordo, nestes últimos seis anos. Com a demora em chegar a um acordo, a Apple tomou a iniciativa e depois de 2 anos e meio de trabalhos em segredo, lançou o iPhone.

Na terça-feira, um porta-voz da Cisco disse que as duas empresas tentavam um acordo e esperava que a Apple se pronunciasse. A Cisco esperava que a Apple assinasse um acordo de partilha dos direitos da marca. Mas decidiu abrir um processo, em uma corte no Distrito da Califórnia, sede das duas companhias.http://www.ipodclub.com.br/noticias/one_news.asp?IDNews=1531

As duas versões do iPhone

O iPhone da Apple foi apresentado nesta terça-feira, e traz um telefone celular com recursos de um iPod, líder com folga dos tocadores de música digital.

Já o iPhone produzido pela Linksys, uma divisão da Cisco, é um telefone para conversas na internet, usando o VoIP (telefone VoIP)

Direitos sobre a marca

Os direitos autorais da marca iPhone pertencem a Cisco desde 2000, quando esta comprou a empresa IngoGear Technology Corp, que registrou a marca em 20 de março de 1996.[1] No início do ano a Cisco começou a comercializar os telefones VoIP com a marca iPhone.

Cisco

Mas a Cisco iniciou o processo como uma medida preventiva para que a Apple não "viole e deliberadamente copie ou utilize" a marca iPhone.

O vice-presidente da Cisco, Mark Chandler, afirma que a convergência entre telemóveis, telefone de trabalho e computador pessoal tem um potencial ilimitado, sendo por isso 'necessário proteger a marca'.

Apple

Segundo a Apple, depois de produtos como o iPod e o iBook, a empresa se tornou conhecida pelo uso do 'I' no início de uma palavra. Argumentou também que a marca está enfraquecida causada pela falta de uso regular desde 1999.

A Apple argumenta também que o seu produto é um smartphone, produto diferente do iPhone da Cisco.

Steve Dowling, porta-voz da Apple, classificou a ação da Cisco de 'tolice' e observou haver diversas empresas usando o termo iPhone para produtos VoIP. Ele também disse que a marca da Cisco é, 'na melhor das hipóteses, frágil'.

'Seremos a primeira empresa a usar o nome iPhone em um celular', disse Dowling. 'Se a Cisco quer nos desafiar por isso, estamos segurmos de que iremos prevalecer'.[2][3][4]

Outro processo

Além da marca 'iPhone', a Apple possui outro processo, na Justiça da Inglaterra, sobre o uso da marca 'Apple' e a logomarca com o desenho de uma maçã.

A empresa fonográfica Apple, que produziu diversos discos dos Beatles, diz ser dona da marca muito antes da Apple Computer existir. O acordo inicial era que a Apple explorasse o mercado fonográfico e a Apple Computer explorasse o mercado de tecnologia. Mas com a criação do iTunes, um serviço de música, a Apple inglesa passou a questionar o acordo.

Fontes

Ver também